Eventos
“Verdadeiro plano de recuperação é o plano de vacinação”
A vacinação contra a Covid-19 «é o que faz mais pela economia e pelo regresso à normalidade, mais que qualquer estímulo monetário», afirma Durão Barroso.
07/01/2021
Lis port-1789875_1280.jpg

O ex-Presidente da Comissão Europeia e ex-Primeiro Ministro de Portugal foi o convidado do Almoço Imobiliário Solidário de Reis, que decorreu esta quinta-feira, dia 7 de janeiro, sob o mote “O futuro pós-pandemia – o Papel da Europa”. O valor de inscrição desta iniciativa de beneficência reverteu para a ASSOCIAÇÃO ACREDITAR, associando-se à mesma a APPII, APFIPP e ALP, numa organização conjunta Vida Imobiliária e Confidencial Imobiliário.

José Manuel Durão Barroso acredita que o plano de vacinação será, assim, crucial para as economias, mas isso «não impede o ativismo orçamental e monetário, para evitar que a crise se transforme numa depressão profunda. Como há boas notícias nesse domínio, se conseguirmos controlar a fase mais aguda da epidemia, pode ser que tenhamos uma recuperação em "V" (não perfeito) mais rápida que aquela que tivemos depois de 2008», prevê.

O responsável considera que «a resposta da União Europeia foi, até agora, robusta, porque beneficiou muito com a experiência adquirida na crise anterior. Alguns tabus já tinham sido quebrados, e isso facilitou uma resposta mais ambiciosa», dando o exemplo dos planos de ajustamento dos países, da união bancária e da recente mutualização da dívida europeia, «um grande passo de progressão na integração europeia». Acredita que «a UE está a responder bem no que lhe compete, mas muito falta fazer. As medidas têm de ser levadas a cabo a nível nacional, mas estamos basicamente no bom caminho».

Desglobalização, diversificação, digitalização e descarbonização

Durão Barroso não arrisca a fazer previsões concretas para os mercados nos próximos tempos, mas identifica algumas tendências centrais, entre as quais a diversificação e a “desglobalização”: «perante o movimento que existia decorrente da globalização, que (...)

Leia mais aqui