Habitação
Licenças habitacionais aumentam 8,6% no 1º trimestre
Março foi um mês particularmente dinâmico na emissão de novas licenças de habitação.
habitação 2 (1).jpg

A Síntese Estatística da Habitação agora divulgada pela AICCOPN mostra que o total de licenças emitidas pelas autarquias para obras de construção ou reabilitação de edifícios habitacionais subiu 8,6% no primeiro trimestre deste ano em termos homólogos.

Este resultado deve-se sobretudo a «um mês de março muito positivo», quando foram emitidas 4.667 licenças de habitação para a construção de 6.569 fogos novos, uma subida de 3,1% em termos homólogos.

Os números mostram um crescimento de 12,1% na construção de habitação nova, enquanto que as obras de reabilitação registaram uma descida de 3,6% em termos homólogos.

A AICCOPN destaca a atividade na Área Metropolitana de Lisboa, onde o número de fogos licenciados em construções novas nos 12 meses terminados em março de 2021 somou os 5.181, menos 6,3% que nos 12 meses anteriores. Destes, , 42,3% são de tipologia T3 e 25,8% de tipologia T2.

No primeiro trimestre do ano, o novo crédito concedido pelas instituições financeiras para aquisição de habitação somou os 3.349 milhões de euros, mais 17,6% que no primeiro trimestre de 2020.

Já o consumo de cimento no mercado nacional nos primeiros três meses do ano registou um aumento de 10,8% para 922.700 toneladas, «em resultado de em março se ter batido um máximo de 10 anos no consumo mensal desta matéria prima», segundo a AICCOPN.

Fonte: RE Portugal