Habitação
Preços das casas desceram 2,1% em setembro
No passado mês de setembro, o preço de venda das casas em Portugal Continental registou uma descida de 2,1% face ao mês anterior, variação que quebra a tendência de estabilização sentida desde o início da pandemia.
apartments-1845884_1280.jpg

É o que revelam os últimos resultados do Índice de Preços Residenciais da Confidencial Imobiliário. Esta é a primeira descida em cadeia registada desde setembro de 2015, e é uma das descidas mensais mais acentuadas desde 2007, quando o SIR – Sistema de Informação Residencial começou a recolher estes dados. Foi apenas superada pela variação de -2,2% registada em maio de 2011.

No entanto, na variação homóloga os preços ainda sobem 7,9% face a setembro de 2019, mas esta é, segundo a Ci, uma clara travagem face aos 11,7% registados em agosto. Desde início do ano que a valorização homóloga tem vindo a abrandar, sendo esse abrandamento especialmente sentido nos últimos meses. Assim, o ritmo de crescimento homólogo dos preços em setembro fica a menos de metade do início do ano, quando tal valorização atingia os 17,4%.

Ricardo Guimarães, diretor da Ci, comenta em comunicado que «esta redução repõe os preços no mesmo patamar de março de 2020, anulando o crescimento registado desde então». E alerta que «a descida registada agora em setembro só terá um significado em função da evolução que se venha a observar nos próximos meses».

Este especialista considera que «é normal haver expectativas de descida nos preços, em face da crise económica e social em curso. Mas é igualmente admissível que, conforme sucedeu até agora, o mercado opte por resistir e aguardar por informação quanto à resolução da pandemia».

Fonte: Vida Imobiliária