Habitação
Preços das casas sobem 2,5% em maio
Esta é a variação em cadeia mais forte dos últimos dois anos e meio, marcando uma alteração face à evolução registada desde o início da pandemia.
habit casa habitação kitchen-2165756_640.jpg

Os preços de venda das casas em Portugal (Continental) subiu 2,5% em maio, face ao mês anterior, revelam os mais recentes números do Índice de Preços Residenciais da Confidencial Imobiliário.

Trata-se da variação mensal mais elevada dos últimos dois anos e meio, que altera a tendência registada desde o início da pandemia, em que as variações mensais não ultrapassaram os 1%.

Ricardo Guimarães, diretor da Confidencial Imobiliário, comenta que «esta subida mensal é, de facto, bastante expressiva, mas é preciso percebermos se será uma situação isolada. Nos últimos três meses houve um aumento de cerca de 25% nas transações, o que acaba por refletir-se num comportamento positivo dos preços. Teremos agora que aguardar para ver se este comportamento quer dos preços quer das vendas procede, ou se, porventura, poderá ter sido uma reação mais imediata ao desconfinamento».

Este é o segundo mês consecutivo de intensificação da taxa de variação mensal nos preços, o que se reflete na recuperação da valorização homóloga, que se fixou em maio nos 4,6%, e tinha vindo a perder força desde março de 2020, quando se fixou em 15,6%, atingindo um pico mínimo de 2,6% em fevereiro deste ano.

Em maio, o preço médio de venda das casas em Portugal fixou-se nos 1.761 euros por metro quadrado. O tempo médio de venda das habitações foi de 6 meses, mostram os dados apurados no âmbito do SIR – Sistema de Informação Residencial.

Fonte: Vida Imobiliária