Investimento
“Vistos Gold” atraem investimento de €125M até março
O investimento em bens imóveis somou os 35,3 milhões de euros, 8,8 dos quais em reabilitação urbana.
14/04/2021
passport.jpeg

O investimento captado através da concessão de “vistos gold” subiu 4,5% no primeiro trimestre deste ano, face a igual período de 2020, para 125 milhões de euros.

Segundo as contas feitas pela Lusa, com base nas estatísticas do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras, só em março foram investidos 39,6 milhões de euros, mais 41,9% face a igual mês do ano passado (quando começou a pandemia em Portugal), mas menos 24% face a fevereiro, quando foram investidos 52,3 milhões de euros.

Foram concedidos 81 vistos, dos quais 72 através da compra de bens imóveis, 25 dos quais para reabilitação urbana, num total de 35,3 milhões de euros de investimento imobiliário, 8,8 milhões dos quais para reabilitação urbana.

Foram também concedidos 8 vistos por transferência de capitais. Foi também atribuído um visto pelo critério da criação de postos trabalho. 31 vistos foram concedidos a cidadãos chineses, 6 a brasileiros, 6 a americanos, 5 a turcos e 4 a russos, cita o Idealista News.

Nos primeiros três meses do ano, foram atribuídos 236 vistos, dos quais 55 em janeiro e 100 em fevereiro. Desde o início do programa, em 2012, foram atribuídos 9.042 vistos e investidos 5.764 milhões de euros, 5.212 dos quais através da compra de imobiliário, e 298 milhões de euros em reabilitação urbana.

Fonte: Vida Imobiliária